As compras coletivas definitivamente chegaram para ficar, o grande sucesso deste mercado, fez o consumidor ter um novo comportamento de consumo ao se habituar a navegar pelascompras coletivas antes de qualquer aquisição. 2010 foi o grande ano das compras coletivas no Brasil, com faturamento de R$500 milhões e mais de 1.000 sites cadastrados, este segmento conquistou os brasileiros.

A possibilidade de adquirir serviços e produtos a custos acessíveis, a exposição de estabelecimentos e o curto período que as ofertas ficam no ar, atraem cada vez mais clientes, que não resistem a ofertas com até 90% de desconto. Esta lucrativa receita dá certo porque muitos consumidores agem por impulso, com promoções que duram apenas 24h. Empreendedores disputam cada clique com grandes negociações para oferecer preços realmente baixos.

O sucesso das compras coletivas tornou a concorrência acirrada e trouxe a necessidade de inovação. Com tantas opções de ofertas e sites, internautas se perdiam e navegavam horas até encontrar a oferta perfeita. De olho neste comportamento, muitos sites resolveram agregar ofertas, com o intuito de oferecer em único site, diversos descontos para públicos distintos.

A tendência para 2011 são as compras coletivas segmentadas, que também são agregadores de ofertas, porém direcionadas para públicos específicos, como gêneros, cidades, serviços, produtos e muito mais. Na prática, a ideia é reunir o maior número de ofertas somente para mulheres, por exemplo. Existem sites que dispões de descontos só de restaurantes ou só para viagens ou beleza e assim por diante. O foco destes agregadores é fazer o consumidor economizar tempo e dinheiro, além de oferecer conteúdo relevante para os interessados. Isto tem funcionado com eficácia, atualmente já temos mais de 20 sites de compras coletivas segmentadas.

Outras estratégias adotadas pelos empreendedores de compras coletivas é disparar e-mail com seleção das melhores ofertas ou conteúdo exclusivo para cadastrados. As redes sociais são grandes aliadas dos sites de compras coletivas, que atualmente já movimenta mais de R$136,85 milhões.

A previsão de faturamento para as compras coletivas este ano é de R$ 1 bilhão e é um mercado abrangente, promissor e está em ascensão, sendo aprimorado a cada dia, beneficiando usuários e empresas em todo o Brasil e no mundo.

Fonte: http://ecommercenews.com.br/artigos/cases/compras-coletivas-segmentadas-%E2%80%93-novo-nicho-de-mercado